Cinzas de um poema amassado e queimado

Muitos dias de espera
Manhã de terça-feira gelada
Ele tem cheiro de todas as flores lindas do mundo
Ele fala olhando pra baixo
Ele não sabe onde eu estou
Ele não sabe meu segundo nome
Manhã gelada de terça-feira
Gosto de café na boca
Risadas engasgadas
Eu escrevi o nome dele em um diário
Com o meu batom vermelho preferido
Ele não sabe que eu o amo
Terça-feira gelada de manhã

Poney.

Veja bem quantas fichas a vida lhe deu, aposte, mas pense em quem apostar, atitudes impensadas, amores roubados, corações partidos… Pleno rumo de “Quem dá mais?” Um caminho incerto, um leilão de tristezas, quem valoriza quem? Quem sabe o que vai ser melhor senão você mesmo? O que vai mudar senão as horas nesse relógio em que tanto admira? Segue teu rumo, segue tua vida, segue em frente, enfrente.
Fernanda Medeiros. (via arquidiocese)

(Fonte: centrar)

Sim senhor

Sim senhor, eu sou sua menininha
Sim senhor, eu juro ficar quietinha
Sim senhor, você pode rasgar esse vestido
Sim senhor, hoje eu posso dormir contigo
Sim senhor, eu deixo você fazer isso
Sim senhor, eu aceito o meu castigo
Sim senhor, sou sua até virar senhora
NÃO SENHOR, você não pode ir embora

o nó
na garganta
aperta
espreme
sufoca
me mata
não respiro
sou pó

Elisa Bartlett (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

(Fonte: oxigenio-dapalavra)

http://juanlogy.tumblr.com/post/92843914720/poeta-escorpiana-ele-chega-de-mansinho-pede

poeta-escorpiana:

Ele chega de mansinho

Pede para chamar de tio

Ele faz piadas e caretas

Mas que homem mais gentil.

Conforme passa o tempo

Sempre esperando o melhor momento

Ele leva ela no cinema

Compra suco e guloseimas.

Ela adora seu novo tio

Cria carinho e confiança

Até a…

I want your body, I want your smell, I want you to take me of this hell
Poney